Universidade: A mente como campo de batalha

As Universidades trabalham com a missão de proporcionar ao indivíduo uma formação a partir da pesquisa, do ensino e da extensão. Só que, além de educar no âmbito profissional, o discente entra em contato com saberes, que por muitas vezes, são conflitantes à fé; a mente, não apenas armazena como também processa informações ao ponto de erguer, selecionar ou conflitar pensamentos, sendo então um campo de batalha.

Há um mito que as Universidades, as Faculdades e os Centros Universitários afastam um cristão do Evangelho, a verdade é que as ocasiões e as circunstâncias revelarão o que realmente está no coração ou no entendimento de cada um. Se observarmos historicamente, veremos que após a Reforma Protestante, algumas Universidades foram reformadas e outras construídas; a pluralização do saber esteve fortemente ligada à história da igreja a partir de 1517, contudo, locais que outrora concentravam valores cristãos, deram espaço a valores e princípios ateístas, agnósticos, relativistas, entre outros.

A cada dia, demandas reflexivas nos convidam a pensar em qual seria o posicionamento bíblico para cada situação. Temas como Eutanásia, Aborto, Relações Homoafetivas, dentre outros, não encontram apoio nas Sagradas Escrituras, e em uma tentativa de abraçar o pensamento ‘’politicamente correto’’, muitos cristãos têm caído em um relativismo, contrariando diretamente a ideia de uma verdade absoluta. A bíblia nos convida a crescermos na graça, no conhecimento e na instrução, anelando pela sabedoria e pela humildade, pois, quando o conhecimento é desprovido de um sentido, ele se torna apenas um instrumento da vaidade ou até mesmo da soberba. Durante toda a nossa vida, seremos cercados por pensamentos, filosofias, ou linhas de pensamento que conflitarão diretamente ou indiretamente com a fé e as Escrituras Sagradas, principalmente em espaços políticos, educativos ou em locais oficiais de formação ideológica. É necessário, ante a tudo, sempre ponderar internamente o que a bíblia tem a dizer, pois dela provém o conhecimento da Verdade (João 14:6).

Percebo que muitas vezes falhamos em nossa leitura bíblica. À medida que internalizamos mais a mensagem de Deus, teremos um conhecimento melhor acerca do que Ele é e do que Ele diz. Constato também que há um déficit em muitas famílias e muitas igrejas (principalmente nas escolas bíblicas) em não preparar muito bem seus membros acerca dos ensinamentos de Deus, isso gera uma inconsistência e muitos agravantes na vida de um cristão. Em algumas universidades há movimentos cristãos que visam a expansão do evangelho, procurá-los ou fazer farte de um pode ser de grande valia, além de unir em um ambiente, que por muitas vezes é hostil ao cristão.

O cerne da temática não é representado apenas pelo espaço educativo em si, mas na condição interna, mental, em que um sujeito interpelado nele está. Uma mente cristã, sadia, conseguirá, com a ajuda de Deus e de uma boa apologética (defesa da fé por meio da razão), subsistir, independente do espaço em que se encontra; o mesmo não posso dizer de quem possui uma mente cauterizada pelo pecado ou por enganos. Quando o apóstolo Paulo percebeu que alguns cristãos da igreja de Corinto estavam à beira de afastar-se dos ensinamentos de Deus, ele disse:

 

‘’Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo’’ (2 Coríntios 10:4-6)

 

Ao ler o versículo acima, me sinto convidada a submeter todo pensamento meu à obediência de Cristo e a derrubar na minha mente todo entendimento que confronte o conhecimento de Deus. Orem para que os cristãos, em seu processo de formação profissional, não levem aos seus corações sofismas, falácias, mentiras descaradas ou maquiadas. Lembremo-nos do que nos diz um salmo acerca da lei divina:

 

‘’Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti.’’ (Salmo 119: 11)

Que Deus nos sonde, pois Ele conhece cada pensamento e se houver em nós algum caminho mau, que Ele possa nos guiar pelo caminho eterno, como nos ensina os versículos 23 e 24, do salmo 139.

Necessitamos de uma cosmovisão cristã, de uma ótica fundamenta em Deus, de tal forma que todas as nossas decisões e nosso entendimento do que realmente é certo possam partir dos princípios do Senhor. Que Deus, por meio de Sua graça irresistível nos atraia sempre para Si.
Caso necessite aprender mais acerca da cosmovisão cristã, você pode clicar aqui.

Que possamos estar revestidos com as armaduras de Deus (Efésios 6:10-18), orando e vigiando com perseverança e súplica para subsistir contra as ciladas do diabo.

Em Cristo, Lariane.

Postagens Relacionadas

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful