Luz e Trevas

Disse Deus: “Haja luz”, e houve luz.
Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas
Gênesis 1:3,4

Mais um ano nos foi concedido pelo Senhor. E pondo em prática meu plano de leitura da bíblia pude enxergar uma verdade essencial para os cristãos no livro de gênesis: Deus faz distinção entre luz e trevas, e isso traz sérias consequências para nossas vidas.

Uma primeira interpretação dessa breve passagem do livro de gênesis mostra que os elementos luz e trevas se tratam, na verdade, de elementos físicos, afinal os primeiros capítulos do livro irão tratar da criação do universo. Contudo, se prestarmos atenção, há uma atribuição moral que Deus fez à luz: “(…) viu que a luz era boa (…)”

O Criador vê na luz algo de bom, a ponto de separar esse elemento da criação do elemento trevas. Indo além, descobriremos que mais tarde é recorrente no antigo e novo testamento a associação da luz com o caminho do bem, sendo o oposto para as trevas, que simbolizam o julgamento do Senhor e sua ira:

Ai de vocês que anseiam pelo dia do SENHOR! O que pensam vocês do dia do SENHOR? Será dia de trevas, não de luz.
Será como se um homem fugisse de um leão, e encontrasse um urso; como alguém que entrasse em sua casa e, encostando a mão na parede, fosse picado por uma serpente.

O dia do SENHOR será de trevas e não de luz. Uma escuridão total, sem um raio de claridade.
Amós 5:18-20

Portanto, cuidado para que a luz que está em seu interior não sejam trevas.
Logo, se todo o seu corpo estiver cheio de luz, e nenhuma parte dele estiver em trevas, estará completamente iluminado, como quando a luz de uma candeia brilha sobre você”.
Lucas 11:35,36

Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito.
Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens.
A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram.
Surgiu um homem enviado por Deus, chamado João.

Ele veio como testemunha, para testificar acerca da luz, a fim de que por meio dele todos os homens cressem.
Ele próprio não era a luz, mas veio como testemunha da luz.
Estava chegando ao mundo a verdadeira luz, que ilumina todos os homens.
João 1:3-9

Assistindo a série Dark, uma produção original da Netflix, me deparei também com a mesma mensagem: nossa vida é marcada por dualidades. Bem e mal, alto e baixo, perto e longe, luz e trevas. Na série, uma pequena cidade passa por acontecimentos estranhos ocasionados por uma espécie de passagem entre o passado e o futuro, o que possibilita aos moradores uma viagem no tempo. Em um dos episódios, o personagem do relojoeiro diz que há entre as duas dimensões que marcam nossas vidas uma terceira dimensão, sendo essa que nos proporciona mudanças.

Bom, na ficção pode até ser interessante essa ideia de uma terceira dimensão, de uma terceira via ou caminho. Mas não é isso que a Palavra nos diz. Existem dois caminhos a serem seguidos: o caminho da luz e o caminho das trevas. Um é o oposto do outro. Enquanto um traz sofrimento a longo prazo, o outro traz a paz eterna. O melhor de tudo é saber que Aquele que nos apresentou esses dois caminhos diz ser Ele mesmo o verdadeiro caminho a ser seguido. Portanto, não hesite quanto à salvação: ela já nos foi revelada.
Comece esse ano seguindo o caminho da luz.

Pela graça, João Paulo.

Leave a Reply

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful