Requererei o Sangue da tua Mão

Filho do homem: Eu te dei por atalaia sobre a casa de Israel; e tu da minha boca ouvirás a palavra e avisa-los-ás da minha parte. Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; e tu não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, para salvar a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade, mas o seu sangue, da tua mão o requererei. Ezequiel 3:17 e 18

Estes versículos são muito interessantes. Hoje me atentarei a eles, pois, noto a utilização deles fora do contexto e isto tem trazido algumas aflições para a mente de alguns cristãos. E sua má interpretação, intencional ou não, tem servido de “arma” de chantagem nas mãos de alguns pastores contra suas ovelhas. Outro ponto, mesmo que a má interpretação do texto não trouxesse estas más consequências, é nosso dever sempre buscar a correta exegese dos textos bíblicos.

Vamos lá!

Primeiramente, antes de me ater ao texto citado acima, gostaria de ir à passagem escrita em Ez 33:6, ela nos diz:

Mas, se quando o atalaia vir que vem a espada, e não tocar a trombeta, e não for avisado o povo, e a espada vier, e levar uma vida dentre eles, este tal foi levado na sua iniquidade, porém o seu sangue requererei da mão do atalaia.

No livro de Ezequiel nos é apresentado a função de atalaia. O atalaia vigilante é aquele que está no posto, sempre vigiando o que acontece. São colocados nesses lugares estratégicos para avisar de ataques inimigos que tentam invadir a fortaleza ou cidade, de ladrões que tentam roubar a colheita ou fazer mal aos moradores da cidade. O maior objetivo do atalaia é AVISAR.

E esta é a função dada a Ezequiel por Deus, de atalaia. Deus o levantou (como vemos nos versos 17 e 18 do capítulo 3) como atalaia para Israel. Ele deveria ministrar a palavra aos israelitas. Outra informação nos é dada no verso 6 do capítulo 33, o atalaia ao falhar em sua função, seria sentenciado à morte.

De forma simples e direta podemos dizer que Deus elege Ezequiel para atalaia de Israel e que, tanto Ezequiel, quanto Israel (o povo) conheciam a função de atalaia (e sua pena ao falhar na função).

Os versos de Ez 3 são uma ordem específica para Ezequiel, que teve um chamado e também um dever específico. Deus fala diretamente com ele para um chamado pessoal a Ezequiel. Este texto não se estende além disso. Não é universal, como os arminianos dizem e como ouvimos costumeiramente.

Irmão, nenhum sangue será cobrado de você, de suas mãos, não use isso como “incentivo” para pregar o evangelho, nem deixe que coajam você a pregar com distorções dos textos das escrituras. Não é por medo ou por temor que devemos anunciar as boas obras, e sim por amor e por obediência ao Pai.

Dito isto, mesmo que não haja uma pena sobre nós, de que “o sangue dos injustos recairá sobre nossas mãos”, há aqui um principio de fundamental importância, que nos traz a grandeza e a importância da pregação. Ao contrário do chamado de Ezequiel, específico e individual, este chamado para a pregação, é universal.

É nosso dever pregar a palavra a todos os perdidos, a todo momento que nos for possível, obedeçamos à ordem Paulo, que certa vez disse a Timóteo:

”Pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias  concupiscências;E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.” 2 Timóteo 4:2-5

Soli Deo Gloria

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful