Uma Palavra Para as Mães Solteiras

Sim, é verdade, na Igreja de Cristo (universal e santa) existem mães solteiras.

Escrevo este artigo para oferecer uma resposta às mães solteiras que já me procuraram para falar de sua situação por não estarem casadas e terem filho(s) para cuidar. Evidentemente que não vou esgotar o assunto e nem abordar todas as vertentes deste cenário, mas irei propor uma reflexão com base nas observações que faço no exercício do ministério pastoral.

Lamentavelmente, na Igreja de nossos dias, divorciados e mães solteiras são tratados com grande preconceito por parte da maioria do povo que se diz cristão, mas que contradizem abertamente esta afirmação pelo modo impiedoso que julgam ser mais “aceitáveis” diante de Deus.

Quando entendemos que na Obra de Redenção da Cruz do Calvário, a dívida foi paga, é exatamente isso que significa: FOI PAGA. Diante de Deus, todos os que foram chamados a crer são perdoados e nascem de novo. O perdão recebido de Deus, mediante a confissão e arrependimento, é real para TAMBÉM para as mães solteiras.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” (1 João 1:9)

O que não entendo é um pseudocristão, ao ler um texto deste, ignora o mesmo e julga como “não disponível” o perdão para uma mãe solteira, pelo fato que as consequências de um erro do passado ainda sejam visíveis (os filhos), como se o que os homens não vissem não estivesse claro diante de Deus.

Isso nos mostra o quão superficial tem sido o povo que se diz cristão: vivem negando seus pecados escondidos e tratando mal aqueles que sofrem de consequências visíveis. Provavelmente os tais nunca leram Hebreus:

“E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” (Hebreus 4:13)

O que me deixa muito triste é cada uma dessas mães tem uma história, em grande parte, de muito sofrimento e julgamentos impiedosos, a partir do próprio ambiente familiar. Aqui não vou discutir a culpa da mãe ou o nível do erro que possa ter havido, até porque já aconselhei mães solteiras que foram vítimas de estupros. O que quero dizer é que HOJE, mediante o arrependimento e confissão dos pecados, a mãe solteira também tem o perdão de Deus, e sim, a Graça de Deus se manifesta e elas.

Sim, as mães solteiras tem um lugar no Reino de Deus.

Diante desta realidade BÍBLICA, apresento alguns conselhos que entendo que são práticos para as mães solteiras, que se encontram nestes dilemas da vida, para que possa seguir firmes em sua caminhada com Cristo:

Vivam com a consciência do perdão: Portanto, meus irmãos, quero que saibam que mediante Jesus lhes é proclamado o perdão dos pecados. (Atos 13:38). Conforme mencionei antes, a dívida foi paga no madeiro. PONTO FINAL. Vivam com esta consciência, não importa o julgamento ou comentários que cristãoa hipócritas façam ao seus respeito, não importa o abandono que você possa ter sofrido em sua família, não importa a incompreensão dos outros. O que importa é que Deus sabe da sinceridade do seu coração e te perdoou se você se arrependeu. Não permita que ninguém te faça acreditar em algo que seja oposto à Palavra de Deus.

Priorize seus filhos: Infelizmente as crianças sofrem demais quando estão inseridas neste contexto. Humilhações que as mães solteiras enfrentam não passam desapercebidas pelos filhos. Ilusão daqueles parentes que destratam as crianças imaginando que as crianças não discernem esta realidade. Por isso, é importante que as mães solteiras mantenham o foco nos filhos, para educá-los no caminho da Palavra e ensinar os filhos a seguir um caminho de construção de caráter e amadurecimento. Evidentemente que em sua escala de prioridades, Deus está cima de tudo, e a através dessa disciplina de leitura da Palavra e oração, aprenda para ensinar os seus filhos.

Sejam corajosas: enfrentar a realidade do cotidiano face às incompreensões e adversidades requer muita coragem. E vocês precisam ser corajosas para entender que a vida em Cristo não nos isenta de sofrimentos e injustiças enquanto estivermos aqui. É preciso muita coragem para criar os filhos nos dias difíceis e de dúvidas. Se faz necessário ter uma profunda convicção no Evangelho, para viver em seus caminhos, para viver com o olhar de preconceito de falsos cristãos, com o julgamento hipócrita de uma sociedade que não tem consciência de seus próprios pecados, e ainda assim, ter a consciência que precisa estar firme para educar e preparar seus filhos. De fato é uma coragem para poucas.

Concluo oferecendo um alerta a Igreja sobre este cenário: que nós, como igreja de Cristo, possamos acolher com mais sabedoria as mães que se encontram nesta situação. Que possamos ajudar de forma cristã e piedosas estas mães. Que possamos ser piedosos com estas mães, pois também são perdoadas por Deus. Que sejamos maduros para entender que não somos nem mais nem menos dignos do que elas, pois todos pecaram. Leia Romanos 3:12,

E você, que é mãe solteira, firme seus olhos na Cruz. E sigamos em frente.

Deus os abençoe.

Pr. Marco Cicco.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful